Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

menteconspiradora

o Papel

Já alguma vez pararam para pensar em tudo o que está à vossa volta?

A merda que nos é constantemente atirada para cima de forma a nos rebaixar ao ponto da insignificância?

À dias dei comigo em trabalhos, tudo por culpa desse à muito conhecido inimigo silencioso, O PAPEL, sim o papel, quem diria que algo tão simples é sem duvida alguma uma verdadeira arma de cortar, mais perigoso que uma faca ou machado e até em alguns casos mais forte que uma tesoura, (só por causa disto temos de reinventar todo o jogo “pedra, papel, tesoura”)

Podem gozar para ai à vontade mas cortei-me com uma folha de papel a dor era astronomicamente lancinante, o sangue jorrava como água de uma fonte e ao chegar ao hospital de táxi, já que nenhuma ambulância me quiz levar, pois diziam que o que tinha não era grave, “não era grave para eles que não estavam a perder litros de sangue”.

Chegado ao hospital mostrei o corte ao segurança que depois de embirrar comigo porque eu levava “tennis” e não tinha cartão da casa, ainda se riu que nem um perdido de mim ao ver o corte, porra, parece que nunca ninguém se corta com papel é?

Lá entrei e fui tirar uma senha, para meu espanto fui o última pessoa a ser consultada, toda a gente me passava à frente como se eu fosse um cão, não, um cão não, que até esse é mais bem tratado pelos veterinários do que eu por um médico, “da proxima vou antes ao veterinário!”

Lá fui eu atendido, quase sete horas depois de ter sido cortado pelo sanguinário papel, o médico retirou os três kilos de ligaduras que eu colocara horas antes e para meu espanto, desatou a rir que nem um perdido, “Isso é um corte de papel!” e repetiu a mesma fraze durante todo o tempo em que esteve comigo, depois correu que nem um doido para a porta e desapareceu ainda a rir, aposto que não foi a única vez em que ele viu um corte daqueles.

Vá, riam agora, vá!
Este inimigo publico ainda nos vai matar a todos!
A sério!
Ainda vou ver alguém desviar um avião apenas com um papel, ou ladrões roubarem um banco apenas com os talões das caixas multibanco.

-Passe para cá o dinheiro!
-Ah! Ah! Ah! Eh! Eh! Eh! Você nem armado está homem
-Passa para cá a carteira ou corto-te com este papel!
-Ahahahah! Tome lá a carteira homem, não é preciso violência!

Há Pois é, Papel o inimigo publico numero um!

Like

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogs Portugal

blogsportugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D