Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

menteconspiradora

Descansa em paz meu amigo   

200px-CAGrave.jpg

 

 

Foram anos e anos a teu lado, nos bons e nos maus momentos, foram muitas alegrias e sorrisos, mas também muitas tristezas.

Já à uns anos que te via a definhar, padecias dessa terrível doença sem cura, desse mal que sempre dura por mais sessões de tratamento que tenhas.

Deixas um vazio no mundo, principalmente em Portugal, do que é que agora as pessoas falarão, quais serão os motivos para a discussão entre amigos?

 

Isto é o que escreverei quando o futebol acabar, caso não tenham reparado ele definha, padece das mais terríveis das doenças, Cancro, há um cancro enorme a crescer dentro do nosso futebol, que corrói os pilares do mesmo, um cancro que cresce a cada dia que passa porque as pessoas continuam a assobiar para o lado em vez de o combater.

Esse cancro anda a corroer o futebol desde que um certo presidente chegou à presidência do seu clube, estava à demasiados anos sem ganhar e usou as mais estapafúrdicas tácticas para ganhar, mentiras, trafico de influências, jornalistas e directores de jornais e de televisões avençados de forma a que tudo o que faziam fosse escondido do povo.

E assim foi até que o apito dourado explodiu, tudo estava às claras do povo, escutas, encontros, jantares, concelhos matrimoniais, espancamentos, tudo servia para ganhar, nada do que estava nas escutas alguma vez foi desmentido, mas o processo deu o que deu, a falta de coragem da justiça portuguesa nada fez.

Hoje, as mesmas pessoas estão nos mesmos lugares, o poder de decisão ainda é deles, são eles que observam os árbitros, que os classificam, que os conhecem, são eles que continuam a ser presidentes e dirigentes bem colocados e com amigos e avençados bem colocados.

São esses cancros da nossa sociedade que impedem que lideres de claques possam ameaçar árbitros e dirigentes e adeptos sem que nada lhes aconteça, que possam ter uma equipa de futebol que está quase a subir de divisão sem jogar usando a intimidação como arma.

Depois temos os outros, os árbitros desse período negro hoje reformados a analisar lances para jornais olhando mais para as camisolas do que para a verdade dos factos, escondem-se atrás do que lhes dão para analisar, mas a verdade é que nem as regras seguem usando para lances iguais decisões diferentes, usando a retórica e a desculpa para desculpar o indesculpável.

Depois temos as TV’s e os seus debates, onde mesmo com ex jogadores e ex treinadores no painel e estão horas a discutir o que não sabem, lances de arbitragem olhando apenas para as cores, sem coragem de admitir nada, em vez de discutirem a táctica a técnica o jogo jogado, os erros de treinadores, o posicionamento do jogador X ou Y.

O Futebol está a morrer, não façam nada não e depois não digam que não foram avisados!

Like

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogs Portugal

blogsportugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D