Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

menteconspiradora

Eu show Nico

Num mundo cada vez mais pobre de referências, cada vez mais depauperado de valores, é este o mundo com que acordamos hoje, um mundo sem Nicolau Breyner, um Homem que cruzou gerações em 60 anos de carreira, que fez de tudo o que havia para fazer, casou mais vezes do que muitos de nós tiverem namoradas, sim é verdade, aquele senhor Alentejano de Serpa, barrigudo e alto, era um galã de novelas, um herói de acção, um policia integro, um camionista, um Boxeur, um músico, um Sr. Contente, um comediante, um apresentador, um Actor, dos últimos bons Actores, deste rectângulo à beira mar plantado.

 

E agora o que fica? Quem Fica?

Sim eu sei, que ainda ficam alguns dos antigos para continuar o seu legado, mas quantos foram tão bons, tão eclécticos, tão diferentes e ao mesmo tempo sempre a dar o máximo em tudo o que fazia!

A primeira vez que me lembro é de uma novela, Vila Faia, um ex Boxeur de bom coração (pelo menos é essa a percepção de um jovem ainda, pois devia de ter uns 7 anos, mais ou menos, depois, lembro-me de o ver numa das melhores séries de acção feitas em Portugal, Os homens da Segurança, com Tozé Brito, e rodado em Tróia, isto na década de 80 e mesmo assim melhor do que muitas feitas aos dias de hoje!

Mas o tempo passou e o Nico estava sempre lá, ano após ano, naquela caixinha mágica, Nico D'Obra, Eu Show Nico, Euronico, seguiam-se umas atrás outras, com o Fernando Mendes como comparsa, como amigos, como cunhados, como novos ricos, como novos pobres, uma grande dupla que era sempre sucesso garantido.

Mas não foi apenas o Sr. Televisão, foi também o Sr. Cinema e ai talvez se tenha visto ainda mais o quão bom ele era, sim, não estava ali apenas a dizer deixas, estava a representar e a fazer-nos acreditar que aqueles personagens eram reais, para mim esteve naquele que considero os melhores filmes Portugueses, Inferno e os Imortais, para quem nunca viu, do que é que estão à espera?

É pena eu sei, os estrangeiros temos isto em pacotes, em Portugal é um de cada vez, de qualquer forma, estes valem a pena, e o Nico aqui, está no topo da forma!

Agora, resta-nos a RTP Memória e as nossas memórias, que descanse em paz, agora, ou então não, que chegue lá acima e que comece mais uns quantos projectos, pois quem sabe nunca esquece!

E agora só te posso deixar uma valente salva de palmas, como as que o estádio da Luz te deu ontem, apesar de o minuto de silêncio ser para o sócio numero um, todos estavam a pensar em Ti, à Tua Nico!!

 

Nicolau-Breyner.jpg

 

 

Like

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogs Portugal

blogsportugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D