Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

menteconspiradora

Um pais de reacção

Hoje quero falar de assuntos sérios, 

Portugal tem sido desde à muitos anos um pais de Reacção, existiram tempos em que não éramos assim, éramos audazes e agíamos, salvamos e protegemos a ordem dos templários, criando a ordem de Cristo vitais nos nossos domínios marítimos, protegemos os judeus em vez de os queimar em fogueiras e tivemos à custa disso a melhor escola naval, com mapas, barcos mais avançados e utensílios de navegação precisos.

MAs hoje não, hoje morremos nas nossas brincadeiras com o fogo, num país pequeno mas com dois terços do seu território composto por área florestal é incrível não termos um plano de acção, de defesa composto por pessoas que conhecem e sabem combater o jogo, matando-o logo quase à nascença, em vez disso andamos a correr atrás dele, ás vezes o vento muda e passamos a fugir à frente dele.

Isso não é forma de se agir, tudo está errado, e o problema não é deste ou daquele governos, é de todos os governos e de todos nós, porque não somos exigentes, não somos responsáveis, passamos anos a colocar os mesmos cus nos poleiros, os mesmos compadrios e negociatas nos lugares de decisão, depois quando algo acontece pedimos explicações como se fossemos super entendidos no assunto, a verdade é que volta a acontecer e a repetir-se e vidas continuam a ser perdidas numa guerra estúpida do homem contra a natureza, reagindo ao que os homens lhe fazem.

Por exemplo, sabiam que 97% dos fogos florestais são provocados pelo homem?

Desde os fogos negligentes, queimadas, fogos de artificio, beatas e fogueiras, aos fogos encomendados porque alguém quer comprar madeira mais barata, ou quer limpar um terreno, ou mesmo por quezílias devido a terrenos de caça?

Este é o nosso país, um país que se consome na sua própria negligência, ignorância e ganancia, este é um país cheio de vidas que se perdem sem culpados, apenas vitimas.

Mas o que é que podemos fazer?

Nós, temos de ser exigentes, temos de obrigar a que os governos trabalhem para o bem comum e não para os seus bolsos, para que é que existe exercito neste país? 

Quanto custa sustentar um exercito, das patentes mais altas às mais baixas? 

Sabem que se podem voluntariar para ir para o exercito? Depois farão uma recruta, onde serão treinados, terão ensinamentos para serem melhores combatentes, melhores marinheiros, melhores comandos, melhores para-quedistas, melhores naquilo que escolherem e porque é que não para bombeiro também?

Não falo de bombeiro normal 98% em Portugal são voluntários, às vezes com pouco treino e resistência, têm outros trabalhos, fazem outros serviços, um país melhor apetrechado devia de ter pelo menos uma força de 10 mil sapadores, cada quartel de bombeiros voluntários deviam de ter sapadores no seu corpo, pessoas que passassem os seus ensinamentos a voluntários além de os ajudar nos treinos fora da época de incêndios. 

Para quê continuar a sustentar um exercito recheado de patentes enfladas e não transitar esse mesmo exercito para o corpo de bombeiros sapadores?

será uma ideia assim tão estúpida?

Portugal do Algarve ao Minho tem 900 kilometros, no Alentejo mais propriamente em Beja existe um aeroporto abandonado, uma garagem de aviões, esse passaria a ser o Aeroporto dos Aviões de combate a incêndios, sim, teríamos de investir nesse tipo de aeronaves, num país com tanta floresta e alguma com tão maus acessos o apoio aéreo é fundamental, não só de Aviões mas também de helicópteros para resgate de corporações que por algum motivo fiquem presas entre frentes Activas.

Parece descabido, mas não é, isso custa dinheiro, claro que sim, assim como custa dinheiro ter um exercito terrestre, assim como custa dinheiro ter submarinos ou F16's.

Como canalizar dinheiro para estas coisas? Esse dinheiro já é canalizado para estas coisas, apenas é muito mal gasto ou perdido em parcerias com compadres que se vão enchendo de dinheiro em nome de um negócio onde toda a gente lucra, menos o país e as vitimas dessa ganância.

Mas existe muito mais para fazer, durante os meses de Outubro a maio, têm de ser limpas as florestas, limpar os corta fogos ou alargar os mesmos, trabalhar-se afincadamente com quem conhece melhor a natureza e os sítios e começar a perceber que plantar apenas pinheiro e eucalipto não é a solução ideal, a floresta tem de ser mista, vive-se o lucro fácil, mas é também esse lucro que arde rápido de mais!

Sei que sou um ignorante nisto, mas um país pequeno como o nosso tem de começar a ser mais activo e menos reactivo, andamos à anos a gritar aos 4 ventos a Santa Bárbara em vez de estarmos Prevenidos e em Alerta, para que mais nenhuma vida se perca.

Lembro-me de uma história que se conta, isto não foi assim à tanto tempo, nuns incêndios no norte do país, andava uma corporação de bombeiros sapadores alemães a ajudar no combate aos fogos, chegaram a uma aldeia onde andavam bombeiros e pessoas com mangueiras e baldes de água, o grupo alemão munidos apenas de pás, começaram a cavar um corta fogo, uma espécie de trincheira em volta da aldeia, as pessoas gozaram com os alemães, o fogo bateu naquele corta fogo e foi perdendo força tornando mais fácil apagar aquela frente. A população ficou em êxtase, as suas casas foram protegidas e os alemães elevados a heróis da terra.

Esta é a diferença entre pessoas treinadas e pessoas sem treino!

Vamos lá a ver se começamos a exigir mais e passamos a Agir, em vês de Reagir!

 

 

Like

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogs Portugal

blogsportugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D